Serra Leoa vai às urnas eleger presidente

Cerca de 3,1 milhões de eleitores devem votar em Serra Leoa, nesta quarta-feira (7), para eleger o sucessor do presidente Ernest Bai Koroma, o qual, após dois mandatos de cinco anos, não pode mais se candidatar.

Os principais candidatos são Samura Kamara, atual ministro das Relações Exteriores, apresentado pelo partido governista Congresso de Todo Povo (APC), e Julius Maada Bio, candidato do opositor Partido do Povo de Serra Leoa (SLPP).

Desde a independência em 1961, o APC e o SLPP se revezam no poder neste país africano de cerca de sete milhões de habitantes. Entre 1991 e 2002, o território foi devastado por uma guerra civil que deixou 120 mil mortos e milhares de refugiados e de deslocados.

A situação econômica e social de Serra Leoa sofreu as consequências da queda do preço das matérias-primas e de uma epidemia de ebola registrada entre 2014 e 2016.

As condições de vida da população continuam sendo muito precárias, apesar de o país ter enormes reservas de minerais - em particular ferro e diamantes.

As seções eleitorais abriram às 7h locais (4h, horário de Brasília) e fecharão as portas às 18h (15h, em Brasília).

Junto com a eleição presidencial acontecem as legislativas e as comunais.

Os primeiros resultados serão conhecidos cerca de 48 horas depois do final da votação, e os resultados definitivos, em até duas semanas.