Ghuta recebe 700 combatentes pró-regime como reforço

Ao menos 700 combatentes pró-regime foram enviadas como reforço a Ghuta Oriental, ampliando ainda mais o cerco ao reduto rebelde nesta região da Síria, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O regime do presidente sírio Bashar al-Assad, apoiado pela Rússia, realiza desde 18 de fevereiro uma ofensiva letal para reconquistar este reduto rebelde que fica próximo a Damasco.

Os bombardeios aéreos e ataques de artilharia mataram mais de 800 civis, segundo o OSDH.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais