Novos bombardeios em Ghuta Oriental matam nove civis

Ao menos nove civis morreram e 40 ficaram feridos em novos bombardeios aéreos do regime sírio contra o reduto rebelde de Ghuta Oriental, informou nesta terça-feira a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O regime de Bashar al Assad retomou nos últimos dias 40% deste território que fica ao leste de Damasco e o ritmo dos ataques aéreos não registra redução.

"Durante a noite, os bombardeios aéreos atingiram as localidades de Saqba  de Hamuriye. E durante a manhã aconteceram 10 ataques sobre a localidade de Yisrin, que mataram nove civis e feriram outro 40", disse à AFP o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

O número de civis mortos desde o início, em 18 de fevereiro, de uma grande ofensiva contra o bastião rebelde supera 780 pessoas, incluindo 170 crianças, de acordo com a ONG, que tem uma ampla rede de fontes no país em guerra.

Desde a semana passada, o regime sírio também intensificou as operações terrestres e conseguiu entrar no reduto rebelde.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais