Exército russo permite a rebeldes sírios saírem de Ghuta Oriental

O Exército russo, que intervém na Síria em apoio ao governo Bashar al-Assad, anunciou que autoriza os rebeldes armados - e não apenas os civis - a se retirarem nesta terça-feira (6) do território de Ghuta Oriental, durante a trégua diária proclamada por Moscou.

"Desta vez, o corredor humanitário foi aberto não apenas para a população civil de Ghuta Oriental, mas também para os combatentes com suas famílias. Os membros das formações armadas ilegais foram autorizados a portar sua arma pessoal", indicou o general russo Vladimir Zolotukhin, citado por agências de notícias russas.