Israel quer proibir entrada de grupos que realizam boicote contra o país

Israel proibirá a entrada dos membros de uma série de grupos internacionais que participam ativamente do boicote a Israel por causa da ocupação dos territórios palestinos. "As organizações que nos boicotam têm que saber que Israel vai agir contra elas e não permitirá que entrem em seu território para prejudicar seus cidadãos", disse o ministro israelense para Assuntos Estratégicos, Gilad Erdan.

Ele anunciou que o país passou de "uma ação defensiva a ofensiva".

Onze dos grupos presentes na lista publicada neste domingo pelo Ministério dos Assuntos Estratégicos estão baseados em diferentes países europeus, sendo que seis estão baseados nos Estados Unidos e três são de outros continentes.

Esta é a primeira vez que Israel, através do Ministério dos Assuntos Estratégicos, tornou pública a lista de grupos-alvo que inclui até mesmo um grupo judaico nos Estados Unidos.

Sputnik