Fujimori deixa hospital após receber indulto presidencial

Ex-ditador tem 79 anos não precisará retornar ao presídio

O ex-presidente do Peru Alberto Fujimori deixou a clínica médica onde recebia tratamento médico no final da noite desta quinta-feira (4). Como recebeu indulto do atual presidente do país, Pedro Pablo Kuczynski, Fujimori não precisará retornar para a prisão onde descontava uma pena de 25 anos por violação de direitos humanos, corrupção e apoio à esquadrões da morte.

O ex-ditador de 79 anos deixou o hospital ao lado do filho, o deputado Keni Fujimori, e saudou um pequeno grupo de apoiadores que foi ao local.

O indulto dado por Kuczynski causou uma série de protestos. Milhares de pessoas foram às ruas das principais cidades peruanas em dezembro. Além disso, o indulto custou a base política do presidente, incluindo a demissão de diversos ministros que protestaram contra o benefício dado ao ex-ditador.

Nesta quinta-feira, o ministro de Defesa peruano, Jorge Nieto, apresentou seu pedido de demissão também por conta do indulto.

Para os críticos do presidente, incluindo a oposição, membros de seu governo e proeminentes figuras do mundo das artes e da economia peruana, Kuczynski deu o indulto em troca de apoio dos "fujimoristas" no Congresso. Com isto, ele conseguiu escapar de um processo de impeachment por conta de denúncias de que teria recebido milhões em propinas da construtora brasileira Odebrecht. Na votação, o bloco liderado por Keni se absteve da votação, impedindo que a oposição obtivesse a maioria dos votos.

Da agência Ansa Brasil