Atentado suicida no Afeganistão mata ao menos 40

Ao menos 40 pessoas morreram e 50 ficaram feridas em um atentado duplo na capital afegã, Cabul: ataque ocorreu perto de mesquita e outro teria atingido o centro cultural, comunica a mídia local, citando o ministro da Saúde.

A agência de notícias Reuters cita uma testemunha que afirma que o número de vítimas pode ainda aumentar, pois entre os estudantes que assistiam a um painel de discussão com pesquisadores há feridos graves.

Rodovia Barchi está bloqueada por causa da explosão no oeste de Cabul que matou 30 pessoas e feriu mais de 40 em um centro cultural.

Ninguém ainda reivindicou o ataque, contudo, o Afeganistão tem sofrido de forte instabilidade política e insegurança devido às rebeliões de militantes, incluindo dos grupos terroristas Talibã e Daesh (organizações terroristas proibidas na Rússia).

O ataque teve lugar um dia depois de a Marinha dos EUA ter comunicado sobre a morte do presumido líder do Talibã, Qari Fida Mohammad, que, contudo, teria ocorrido antes.

Enquanto isso, o governo do Afeganistão está tomando medidas para atingir uma solução pacífica no país, preparando um roteiro para as negociações de paz com o Talibã. A posição foi anunciada pelo vice-ministro das Relações Exteriores, Hekmat Khalil Karzai, durante o encontro do Grupo Internacional de Contato para o Afeganistão em Oslo, no início de dezembro.

Sputnik