Terroristas foram enviados para nos atacar, diz líder checheno Kadyrov

As autoridades da República Chechena da Rússia têm informações de que os terroristas foram enviados para a região para realizar ataques lá, disse o líder checheno Ramzan Kadyrov neste domingo.

"Temos informações sobre vários extremistas, que foram enviados para a República da Chechênia, já chegaram à Geórgia […] Quando atravessam a fronteira, vamos prendê-los ou matá-los. Estamos controlando todos os canais, todos os pontos de passagem, porque se eles atravessam [na república], eles realmente cometerão um crime, um ataque terrorista. É por isso que devemos saber o que e onde eles estão fazendo", disse Kadyrov à rede NTV da Rússia.

O líder checheno não especificou quem enviou os terroristas para realizar ataques na república. 

A República Chechena, na maior parte muçulmana da Rússia, era uma fome de terrorismo na década de 1990 — início dos anos 2000, antes que a Rússia conseguisse recuperar o controle sobre a região durante uma operação antiterrorista em grande escala. A situação na região seria estável agora.

Sputnik