Comissão mantém rival de Putin fora das eleições

Navalny não conseguiu convencer órgão a permitir candidatura

A Comissão Eleitoral Central da Rússia voltou a negar nesta segunda-feira (25) a hipótese de o blogueiro e líder de oposição Alexei Navalny desafiar o presidente Vladimir Putin nas eleições de 2018.

    Navalny está inelegível por causa de uma condenação a cinco anos de prisão, com pena suspensa, por ter subtraído US$ 500 mil em madeira de uma empresa pública em 2009. O blogueiro poderia concorrer caso a sentença fosse anulada ou ele recebesse uma permissão especial, o que foi negado pela Comissão Eleitoral.

    No último domingo (24), o oposicionista convocou manifestações por todo o país para reunir as assinaturas necessárias para ele se apresentar como candidato independente, mas a petição acabou rechaçada pelas autoridades.

    Maior rival de Putin, ele diz ter sido alvo de um processo político. O presidente é franco favorito para vencer as eleições no ano que vem, e Navalny convocou seus apoiadores a boicotarem a votação. "O procedimento para o qual fomos convidados a participar não é uma eleição", disse o blogueiro em uma mensagem divulgada nesta segunda. (ANSA)