Palestinos morrem durante protesto na Faixa de Gaza

Pelo menos dois palestinos morreram e 40 ficaram feridos nesta sexta-feira (22) durante conflitos com soldados israelenses na Faixa de Gaza em um protesto contra a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. S

De acordo com a agência Mann, citando fontes locais, até o momento, apenas uma das vítimas fatais foi identificada. Zakaria Al Kafarneh, de 24 anos, foi baleado no peito perto de Jabalia, no norte da Faixa de Gaza, durante tumultos no muro que separa Israel da Palestina. 

Durante a mesma manifestação, que reúne cerca de duas mil pessoas, outras 40 pessoas ficaram feridas, uma delas em estado gravíssimo, de acordo com o Ministério da Saúde palestino.    

Na Cisjordânia, pelo menos 1.700 palestinos também realizam um protesto contra a polêmica decisão de Trump. Os atos foram convocados pelo grupo Hamas.    

Na última quinta-feira (21), a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) adotou, por ampla maioria, uma resolução que condena o reconhecimento por Washington de Jerusalém como a capital de Israel.