Trump merece 'pena de morte', diz jornal da Coreia do Norte

Pyongyang se pronunciou sobre viagem de Trump à Ásia

O jornal oficial do regime da Coreia do Norte defendeu a aplicação da "pena de morte" ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, devido aos "insultos" ao líder Kim Jong-un. Em um texto divulgado hoje (15), o jornal "Rodong Sinmun", do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte, fez duras críticas e ameaças ao magnata republicano, que encerrou recentemente uma viagem pela Ásia. 

"Julgamos as calúnias de Trump como declarações de guerra para derrubar o nosso regime", comentou o jornal, chamando Trump de "bactécia", "barata", "velho", "depravado" e "escravo do dinheiro". "O pior crime pelo qual ele nunca pode ser perdoado foi ousar profanar a dignidade da suprema liderança", afirmou o editorial do jornal estatal. "Ele deve saber que é apenas um criminoso hediondo condenado à morte pelo povo coreano".

A declaração de Pyongyang é uma reação tardia ao discurso que Trump fizera em 8 de novembro, na Assembleia Nacional de Seul, durante sua viagem à Coreia do Sul. Na ocasião, Trump denunciou o regime norte-americano por violações de direitos humanos e afirmou que o país "acabou se transformando no inferno". O republicano também chamou Kim de "gordo" e "baixinho" no Twitter.

A Coreia do Norte esperou Trump encerrar sua viagem pela Ásia para se pronunciar. O norte-americano visitou também China, Japão, Vietnã e Filipinas. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais