Cuba prende artista que organizaria Bienal independente

Alcantara foi acusado de 'receptação' após passagem do Irma

A polícia cubana prendeu nesta semana o artista Luis Manuel Otero Alcantara, fundador do Museu da Dissidência e organizador da "Bienal de Arte Independente de Cuba", informou a mídia do país.    

De acordo com os portais, ele foi acusado de "receptação" por ter uma grande quantidade de sacos de cimento em sua residência.    

O governo do país está fazendo uma série de ações para investigar desvios de material após a passagem destrutiva do furacão Irma. Segundo o artista, o material havia sido todo comprado por sua tia para reconstrução de uma residência. No entanto, ela também foi presa.    

"Estão acusando-o de receptação, mas não me deram o processo nem algum documento até agora", disse Yanelys Nunez, que também atua na organização da Bienal. Alcantara decidiu realizar a Bienal Independente após o Conselho Nacional das Artes Plásticas decidir adiar a edição de 2018.