Papa fala com astronautas na ISS e faz elogios

O papa Francisco conversou nesta quinta-feira (26) com os astronautas que vivem na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) e disse que os representantes são como uma "pequena" sede das Nações Unidas no Espaço.

"Vocês são como um pequeno Palácio de Vidro [sede da ONU] e a totalidade é maior do que a soma das partes. Esse é o exemplo que vocês nos dão. Obrigado a tantos caros amigos, ou melhor, caros irmãos, porque vocês são representantes de toda a família humana no grande projeto de busca desta estação espacial", disse aos seis astronautas.

Francisco ainda afirmou, durante os 25 minutos de conversa, que estava "muito feliz" em ter a "oportunidade" de conversar com eles e destacou que rezará "por vocês e por suas famílias".

Segundo o líder católico, a atual sociedade do planeta "é muito individualista" e que o trabalho dos astronautas "é muito necessário" para o mundo atual. Além disso, Jorge Mario Bergoglio aproveitou para fazer perguntas aos representantes. Ele questionou sobre o que mais os "surpreendia" em estar no Espaço e o que lhes dá "alegria" no local. Em uma pergunta mais poética, o argentino questionou sobre o que eles achavam da afirmação de que o "amor é a força que move o Universo".

"A minha maior alegria é olhar pela janela e ver o trabalho de Deus pelo mesmo ângulo que ele vê", respondeu o norte-americano Randy Bresnik.

Atualmente, moram na ISS o italiano Paolo Nespoli, os norte-americanos Randy Bresnik, Joseph Acaba, Mark Vande Hei e os russos Alexander Misurkin e Sergey Ryazanskiy.

Essa não é a primeira vez que um Papa conversa com membros da ISS. Em 2011, durante uma missão de Nespoli, o então papa Bento XVI fez uma conversa do tipo.