Chanceler argentina renuncia por 'razões pessoais'

Susana Malcorra se mudará para a Espanha, onde vive sua família

A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Susana Malcorra, renunciou ao cargo na última segunda-feira (29) por "razões pessoais". Ela será substituída pelo diplomata Jorge Faurie, embaixador do país na França. A notícia foi dada em uma entrevista coletiva do presidente argentino, Mauricio Macri, e do chefe do Gabinete de Ministros, Marcos Peña.

Macri afirmou que Malcorra se mudará para a Espanha, mas continuará sendo consultora do governo. "Nossa chanceler nos deixa; não da equipe, mas como chanceler. Por questões estritamente pessoais, vai deixar de exercer essa função tão importante", disse o presidente.

Já Malcorra afirmou que sua família vive em Madri e que há muitos anos eles estão separados. "E os anos acumulam a distância. Por isso, tive de tomar minha decisão", acrescentou.

A chanceler ocupa o cargo desde a posse de Macri, em dezembro de 2015, e era uma das peças-chave na negociação para um acordo de livre-comércio entre o Mercosul e a União Europeia. Malcorra permanecerá como ministra até o próximo dia 12 e manterá sua agenda.