'2017 pode ser ano da derrota do EI', diz Gentiloni

Premier italiano fez declaração antes de encontro com Trump

O primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, disse nesta quinta-feira (20) que acredita que 2017 pode "ser o ano da derrota do Estado Islâmico". O premier está em Washington para um encontro oficial com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 

"Este pode ser o ano da derrota do Estado Islâmico", disse Gentiloni, que já foi ministro das Relações Exteriores da Itália, em uma palestra no think thank Center for Strategic and Internacional Studies (CSIS).