Palestino mata jovem britânica esfaqueada em Jerusalém

Estudante de 23 anos foi atingida dentro de um trem

Uma jovem britânica foi esfaqueada por um palestino em um trem de Jerusalém e morreu nesta sexta-feira (14). A tragédia ocorre durantes as celebrações de Páscoa dos católicos e a Pessach dos judeus. A estudante de 23 anos vivia desde janeiro em Israel para um programa de estudos de seis meses. 

Na Universidade de Birmingham, no Reino Unido, a jovem Hanna Baldon cursava aulas de estudos religiosos, já em Jerusalém, a britânica estudava hebraico e arqueologia. As autoridades israelenses, como o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, e o presidente Reuven Rivlin, lamentaram o ocorrido e enviaram condolências.    

"O terrorismo do extremismo islâmico atinge todas as capitais do mundo. Mas hoje esse terrorismo atingiu também a capital de Israel, Jerusalém. Um terrorista palestino matou a sangue frio uma estudante de 23 anos, cidadã britânica", disse o premier. O agressor foi identificado como Jamil al-Tamimi, de 57 anos.    

"Trata-se de uma pessoa mentalmente instável, mas, mesmo assim, o episódio está sendo tratado como atentado", disse a polícia israelense.    

As autoridades reforçaram todo o esquema de segurança em Jerusalém, além e nas fronteiras de Israel por ocasião das celebrações de Páscoa. Além disso, o clima de tensão se manteve durante toda a semana devido aos atentados contra igrejas coptas no domingo passado, no Egito.