'The Guardian': Vitória apertada de Moreno na eleição do Equador

Oposição não reconhece resultado e alega fraude eleitoral

Matéria publicada nesta segunda-feira (4) pelo the Guardain conta que o candidato do partido no poder no Equador, Lenín Moreno, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo (2).

Segundo a reportagem seu rival, o banqueiro conservador Guillermo Lasso, não reconheceu a derrota e exigiu uma recontagem abrindo a porta para protestos e acusações de fraude eleitoral. Três sondagens o haviam dado como vencedor.

Guardian afirma que com 96,94% dos votos apurados, os resultados do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) apontam vantagem ao candidato do movimento esquerdista Alianza País (AP), Lenín Moreno, com 51,12% dos votos, contra 48,88% para Guillermo Lasso, candidato de centro-direita da legenda Creando Oportunidades (Creo).

O diário britânico diz que tanto Moreno como Lasso chegaram a comemorar a vitória, em meio a pesquisas de boca de urna contraditórias. A realizada pela Cedato e transmitida pela emissora Teleamazonas dava vitória do centro-direitista, enquanto a Perfiles de Opinión indicou, na emissora TC Televisión, que o vencedor seria Moreno.

> > The Guardian Ecuador election: Lenin Moreno headed for victory amid opposition fraud claims