Roma faz campanha para mulheres fugirem de relações abusivas

Iniciativa foi lançada na véspera do Dia de São Valentim

A cidade de Roma, capital da Itália, está no centro de uma campanha destinada a mulheres que querem escapar de um relacionamento abusivo.

    Chamada "Se o amor faz mal, então você sabe onde descer", a iniciativa distribuirá um mapa das delegacias de fácil acesso para pessoas do sexo feminino que quiserem denunciar a violência e os abusos de seus parceiros.

    Todas as delegacias que fazem parte do projeto ficam a menos de um quilômetro de alguma estação de metrô, o que justifica o nome da campanha. A iniciativa foi apresentada nesta segunda-feira (13), véspera do Dia de São Valentim, quando é comemorado o Dia dos Namorados na Europa e nos Estados Unidos.

    O projeto foi elaborado pela artista Maria Beatrice Alonzi e pela escritora Giulia Soi, em parceria com a Polícia de Estado da Itália e a Escola Internacional de Teatro de Improviso (Siti). "Com a Polícia, identificamos as delegacias mais próximas a pé das estações de metrô. Se o amor começa a fazer mal, talvez assim possamos imaginar onde é possível descer, inclusive em São Valentim", explicou Alonzi.

    Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (Istat), mais de 7 milhões de mulheres italianas dizem ter sofrido alguma forma de abuso durante sua vida, na maioria dos casos cometidos por seus parceiros ou conhecidos. Além disso, o feminicídio faz mais de 100 vítimas por ano no país.