'DW': 'Charlie Hebdo' se solidariza com 'Der Spiegel' e publica sátira de Merkel 

Revista alemã publicou Trump segurando cabeça da estátua da liberdade 

Matéria publicada nesta quinta-feira (9) pelo Deutsche Welle conta que o jornal francês Charlie Hebdo traz em sua capa uma caricatura da chanceler alemã, Angela Merkel, segurando uma faca sangrenta em uma mão e a cabeça do novo líder do Partido Social Democrata (SPD) Martin Schulz na outra.

O slogan diz: "Leitores do Spiegel estão fora de controle" (Spiegel-Leser ausser Rand und Band).

Welle lembra que o editor-chefe do semanário "Der Spiegel" estampou em sua capa da última semana uma ilustração do presidente dos EUA Donald Trump segurando a cabeça da Estátua da Liberdade. A mídia internacional condenou generalizadamente a revista semanal.

Em janeiro, Schulz foi oficialmente escolhido como candidato do SPD para a Chancelaria nas eleições parlamentares de setembro.

"É um gesto de respeito pelos nossos colegas de Hamburgo", disse o editor-chefe da edição alemã de "Charlie Hebdo" - usando o pseudônimo de Minka Schneider.

"O que mais nos chocou foi a resposta negativa", disse Schneider. 

"Achamos a capa muito boa."

"Nós estamos no mesmo barco, porque no centro desta capa - no seu caso como no nosso - está o debate sobre a liberdade de opinião e a maneira como você a usa, ou não", diz a reportagem de capa desta semana de Charlie Hebdo.

A versão alemã de "Charlie Hebdo" chegou às bancas no final de novembro de 2016. É a sua primeira edição em língua estrangeira e foi iniciado quase dois anos depois de sua equipe de Paris foi quase extinta em um ataque mortal jihadista.