CEO da FCA elogia Trump: 'Grande americano'

Sergio Marchionne foi recebido recentemente na Casa Branca

O CEO do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, afirmou nesta quinta-feira (9) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é um "grande americano".

A declaração foi dada em Turim, na Itália, durante o evento em comemoração pelos 150 anos do jornal "La Stampa", controlado pela FCA. "Trump? Acho que é um grande americano. Avaliem como quiserem, se lhes agrada ou não", disse.

No último dia 24 de janeiro, Marchionne foi recebido na Casa Branca ao lado dos CEOs da Ford, Mark Fields, e da General Motors, Mary Barra, e afirmou "não ver a hora" de trabalhar com o novo governo para reforçar a indústria automotiva nos EUA.

A FCA foi acusada pela Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos EUA de manipular testes de emissão de poluentes em motores a diesel. A empresa nega e diz esperar resolver a questão com as autoridades norte-americanas.

Recentemente, o grupo também anunciou um investimento de US$ 1 bilhão em fábricas de Michigan e Ohio.