'Deutsche Welle': Morre ex-secretária de Goebbels aos 106 anos

Brunhilde Pomsel foi funcionária do ministro da Propaganda de Adolf Hitler 

Matéria publicada nesta segunda-feira (30) pelo Deusche Welle conta que Brunhilde Pomsel – ex-secretária pessoal e estenógrafa de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler – morreu aos 106 anos.

Segundo a reportagem Pomsel morreu na última sexta-feira (27) na casa de repouso em que vivia em Munique, no sul da Alemanha, confirmou o cineasta Christian Krönes. Ao lado de outros três diretores, Krönes produziu um documentário sobre a centenária, intitulado Ein deutsches Leben (Uma vida alemã) e lançado no ano passado.

> > Deutsche Welle Secretary to Nazi propaganda minister Goebbels dies at 106

O diário alemão diz que no filme, Pomsel relata, como uma das últimas testemunhas vivas do círculo de comando do regime nazista, sobre seu trabalho para Goebbels. Ela atuou de 1942 até o fim da Segunda Guerra Mundial no Ministério da Propaganda. A então secretária vivenciou o fim do conflito no bunker de Hitler, em Berlim, onde permaneceu até o suicídio do chanceler, em 30 de abril de 1945.

Welle acrescenta que até seus últimos anos de vida, Pomsel classificou seu próprio papel no regime nazista como insignificante e disse que, apesar de seu cargo, não tinha conhecimento sobre o extermínio de judeus.

"Não sabíamos de nada", relatou no documentário. 

"Éramos nós mesmos um grande campo de concentração." 

Ela disse que era "covarde" e, por isso, não foi capaz de impor resistência ao regime.