Ucrânia realiza novos treinamentos militares perto da Crimeia

Subdivisões da defesa antiaérea realizaram treinamentos especiais táticos na região de Kherson, na fronteira da Crimeia, informou o serviço de imprenssa do Ministério da Defesa da Ucrânia.

Como se destaca no comunicado, "as subdivisões da defesa antiaérea do grupo operacional tático Yug, em conjunto com subdivisões de abastecimento de combate, realizaram treinamentos especiais táticos" na região de Kherson.

De acordo com serviço de imprensa do ministério ucraniano, os militares treinaram técnicas de camuflagem em várias posições de partida, o deslocamento oculto para as áreas de implantação das subdivisões de defesa antiaérea, bem como movimentos conjuntos da coluna a longas distâncias.

Também foi destacado que a particularidade destes treinamentos consiste no cumprimento de missões de defesa antiaérea tanto de dia, quanto de noite. Os treinamentos foram realizados de modo muito intensivo com uso de muitos alvos aéreos convencionais.

Em 1-2 de dezembro, já haviam sido efectuados lançamentos de mísseis no âmbito dos treinamentos das Forças Armadas ucranianas no sul do país. Os militares realizaram testes de sistemas de mísseis antiaéreos de médio alcance S-300.

Antes, Kiev emitiu uma notificação sobre as zonas perigosas para voos sobre águas neutrais do mar Negro e, parcialmente, sobre águas territoriais da Rússia a sudoeste e sudeste da Crimeia.

Naquela data, os planos das autoridades ucranianas causaram protestos em Moscou. A Rosaviatsiya [Agência Federal dos Transportes Aéreos] afirmou que as ações de Kiev violam os acordos internacionais e criam uma ameaça para os aviões civis. A Rosaviatsiya considerou inadmissíveis as tentativas de criar zonas proibidas no espaço aéreo soberano da Rússia.