Tensão nuclear: Pyongyang termina preparativos para teste de míssil balístico

Alegando a ameaça nuclear "cada vez mais tangível" por parte do Pentágono, Pyongyang anunciou o fim dos últimos preparativos para o lançamento de um míssil balístico intercontinental.

A Coreia do Norte vai em breve fazer um lançamento experimental de um míssil balístico intercontinental, destinado a acabar com ameaças "cada vez mais tangíveis" por parte dos EUA, comunica o jornal pro governamental norte-coreano Minju Joson. 

"A fabricação de tais mísseis, que visa salvaguardar a soberania e a integridade territorial da Coreia do Norte, não contradiz nenhuma norma jurídica e é um direito legítimo de um país independente", sublinha o jornal. 

Washington utilizou as alegações do presidente Barack Obama sobre as provocações e ameaças por parte da Coreia do Norte como pretexto para impor sanções adicionais contra Pyongyang, afirma o jornal norte-coreano. 

Pyongyang vai "continuar a desenvolver as suas capacidades nucleares para se proteger e efetuar um ataque nuclear preventivo em caso de necessidade, se os EUA e os seus aliados não acabarem com as ameaças e com suas manobras militares continuadas contra a Coreia do Norte", acrescentou o Minjo Jonson.

Na mensagem de Ano Novo à nação, o presidente da Coreia do Norte Kim Jong-um exprimiu a vontade do governo norte-coreano de prosseguir com a política de desenvolvimento econômico e nuclear.