Investigada, Renault garante que não frauda teste ambiental

Após a Justiça francesa anunciar uma investigação contra a Renault, a montadora negou hoje (13) que seus veículos tenham fraudado os testes de emissões de poluentes. "A Renault respeita a legislação francesa e europeia. Os carros Renault sempre foram homologados conforme às leis e regulamentações. Estão em conformidade com as normas vigentes.    

Os veículos não estão equipados com software de fraude", disse a empresa, em um comunicado. A montadora também ressaltou que apresentou em março do ano passado a uma comissão técnica independente um "plano completo de redução das emissões" de seus veículos a diesel.