Após renúncia, ex-premier da Itália comemora 42 anos

Renzi renunciou ao cargo após perder Referendo Constitucional

O ex-primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi comemora nesta quarta-feira (11) seu aniversário de 42 anos depois de renunciar ao cargo após perder o Referendo Constitucional.    

Nascido em Florença, em 11 de janeiro de 1975, Renzi foi prefeito da cidade de 2009 a 2014, quando assumiu o cargo de primeiro-ministro do país após tirar o colega Enrico Letta da direção do Partido Democrático (PD). 

Desde então, Renzi conseguiu introduzir diversas reformas na política italiana. Em março de 2015, a reforma trabalhista entrou em vigor flexibilizando as regras para demissões sem justa causa e acabando com a reintegração de funcionários mandados embora sem motivo justificado.    

Além disso, o governo conseguiu aprovar a reforma eleitoral, projeto que era uma das principais bandeiras de Renzi. Mesmo sendo criticado, o premier também aprovou a reforma escolar e a única civil, que permite que casais homossexuais tenham acesso a todos os direitos previstos no casamento.    

No entanto, após perder no Referendo Constitucional, que aconteceu em 4 de dezembro de 2016, o premir decidiu renunciar ao cargo já que a população rejeitou seu projeto de reduzir o tamanho do Senado e de realizar uma série de mudanças na Constituição italiana.