Itália pode declarar 'calamidade' por onda de mau tempo

Setor agrícola foi muito afetado por neve e fortes ventos

O ministro para as Políticas Agrícolas da Itália, Maurizio Martina, afirmou nesta segunda-feira (9) que o país poderá decretar o estado de calamidade pública por conta dos danos causados pela forte onda de frio e neve que atinge o país desde a última semana.    

"Estamos próximos aos agricultores e criadores das zonas atingidas pelo mau tempo destes dias. Como Ministério, estamos prontos para declarar o estado de calamidade assim que recebermos os pedidos das regiões interessadas. É necessário levar adiante rapidamente a estimativa de danos e colocaremos em campo todos os instrumentos necessários para ajudar as empresas", destacou Martina.    

Desde a última quinta-feira (5), todo o território italiano está sofrendo com fortes nevascas e ventos com mais de 80km/h. Até mesmo na região sul, que é mais quente que as demais, as praias, ilhas e cidades ficaram sob um manto branco de neve.    

Quatro pessoas morreram de hipotermia, sendo três moradores de rua, e dezenas de estradas e aeroportos registraram atrasos ou ficaram fechados por períodos determinados de tempo.    

- Italianos presos na Turquia: Ao menos 500 italianos estão parados no aeroporto turco de Ataturk, em Istambul, por causa da forte onda de mau tempo que atinge o país. O local era ponto de escala para vários voos e está contabilizando atrasos por causa das condições climáticas adversas.    

Segundo a companhia aérea Turkish Airlines, todos os seus voos que patiriam de Ataturk foram cancelados e as previsões para deixar o país poderão ser dadas apenas a partir desta terça-feira (10).