Sequestradores de avião são detidos e pedem asilo para Malta

Avião libanês com 118 pessoas teve destino desviado para Malta

Um dos dois sequestradores do avião libanês pediu asilo político para o governo Malta, disse o prefeito da cidade Sabha, no sul da Líbia, Hamed al-Khayali.

    O avião com destino a Trípoli, capital da Líbia, foi desviado para o aeroporto de La Valetta, em Malta nesta sexta-feira (23) com 118 passageiros a bordo, sendo sete tripulantes.

    Após acordo com as autoridades, todas as pessoas foram libertadas e os dois sequestradores se renderam e foram levados sob custódia, de acordo com o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat. Um dos homens tem 23 anos e disse fazer parte da tribo Toubou, do sul da Líbia. Segundo ele, seu objetivo era formar um partido contrário à nova Constituição da Líbia. (ANSA)

>> Passageiros começam a ser libertados de avião sequestrado

>> Líbia: sequestradores de avião concordam em libertar os passageiros