Quais são as prioridades de Trump na área da defesa? Rússia fica fora da lista

Apesar das alegações de vários altos representantes militares e de inteligência dos EUA, que tem qualificado Moscou como ameaça número um, a nova administração não inclui a Rússia na lista das prioridades na área da defesa.

Eis o que indica o memorando do Pentágono publicado na revista Foreign Policy.

O documento faz ênfase nas questões orçamentárias e na importância do combate ao terrorismo na Síria e no Iraque. 

Além disso, são mencionadas as reuniões que aconteceram entre a equipe de Trump e os representantes do Departamento de Defesa dedicadas à China e à Coreia do Norte. O memorando foi preparado em 1 de dezembro pelo subsecretário da Defesa para assuntos políticos na equipe de transição, Brian McKeon.

Antes, a Rússia esteve repetidamente no foco de atenção do Pentágono e dos serviços de inteligência dos EUA por "possuir arsenal nuclear, capacidades sofisticadas em matéria cibernética, um exército recém-modernizado e determinação para desafiar os EUA e seus aliados no Oriente Médio e na Europa Oriental".