EUA matam 3 jihadistas em Raqqa ligados aos ataques de Paris

Gourmat, Djedou e Hamman tinha ajudado a planejar atentados

O Pentágono informou nesta terça-feira (13) que matou três dos jihadistas responsáveis pelo planejamento dos ataques terroristas em Paris, ocorridos em novembro do ano passado, e que deixaram 130 mortos, e na Bélgica.    

Segundo as autoridades, Salah Gourmat e Sammy Djedou, ambos ligados a Abu Muhammad al-Adnani, foram mortos em um ataque aéreo em Raqqa, na Síria, durante as ações militares do dia 4 de dezembro. Já Walid Hamman, que foi morto no mesmo ataque, era ligado a uma tentativa de ataque na Bélgica que fracassou.    

O porta-voz do Pentágono, Peter Cook, ressaltou que todos os três eram ligados à líderes mortos em outras ações dos norte-americanos e que todos "trabalharam para planejar e facilitar atentados contra alvos ocidentais".