Putin expressa condolências a líder turco pelos atentados em Istambul

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou seus pêsames a Recep Tayyip Erdogan em relação aos acontecimentos trágicos ocorridos em Istambul na noite de sábado, informa o serviço de imprensa do Kremlin.

"O Chefe de Estado russo condenou firmemente este crime infame e cínico e expressou a certeza de que os responsáveis não evitarão o castigo. 

O presidente da Rússia sublinhou que o ocorrido mostra mais uma vez que há necessidade de esforços conjuntos para uma luta sem compromissos contra o terrorismo internacional", diz o comunicado do Kremlin.

Vladimir Putin expressou também suas condolências aos familiares das vítimas e fez votos de que os feridos tenham rápida recuperação. De acordo com os últimos dados, em resultado do duplo ataque terrorista em Istambul morreram 38 pessoas, 30 delas eram policiais.

Como declarou o vice-premiê turco, as autoridades tem motivos para suspeitar que o ataque foi organizado pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (organização proibida na Turquia).