General russo é morto na Síria e Israel ataca Damasco

Israelenses dipararam contra o aeroporto militar da capital

Um coronel das Forças Armadas da Rússia foi morto em um ataque na Síria lançado por milícias opositoras na cidade de Aleppo, informou Moscou nesta quarta-feira (7). De acordo com o Ministério da Defesa, a vítima é o coronel Ruslan Galitsky, ferido em um ataque de artilharia.

Ele morreu no hospital, após alguns dias de internação. Galitsky integrava um destacamento russo na Síria que atua nas missões autorizadas por Moscou, a pedido do governo sírio, para combater opositores e grupos terroristas, como o Estado Islâmico (EI).

Nesta manhã, o governo sírio também confirmou que Israel atacou durante a madrugada o aeroporto militar de Damasco, no bairro de Mezze. Um comunicado divulgado pela agência de notícias Sana diz que os militares israelenses dispararam mísseis por terra, possivelmente desde as Colinas de Golã, que ficam a 60 km da capital Damasco. O ataque causou o incêndio de algumas estruturas militares, mas não deixou vítimas.