Mais de 3 mil civis já conseguiram fugir do Leste de Aleppo

Considerada uma das regiões mais perigosas do conflito sírio, área está sendo retomada

Mais de 3.000 civis fugiram do leste de Aleppo nas últimas 24 horas, enquanto forças do regime avançam contra distritos rebeldes da segunda maior cidade na Síria, disse um observador às agências de notícia neste domingo.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que cerca de 1.700 civis haviam fugido para partes do oeste de Aleppo e outros 1.500 para o distrito norte de Sheikh Maksoud, controlado pelo Curdistão. 

O êxodo — o primeiro desde 2012 — ocorre depois que o regime sírio tomou o maior bairro rebelde da cidade, Masaken Hanano em uma tentativa de retomar a cidade inteira. O Leste de Aleppo é considerada uma das regiões em maior debilidade humanitária em todo o conflito sírio.