'The Guardian' Turquia ameaça acabar com acordo de refugiados se não entrar na UE

Ameaça aponta deteriorização das relações entre a Turquia e o bloco europeu nos últimos meses

Matéria publicada nesta sexta-feira (25) pelo The Guardian conta que o presidente da Turquia ameaçou derrubar o acordo para conter o fluxo de refugiados para a Europa um dia depois que o Parlamento Europeu votou por congelar as negociações de adesão do país na União Europeia. 

A reportagem do Guardian que diz que a ameaça sublinha até que ponto as relações entre a Turquia e o bloco europeu se deterioraram nos últimos meses, particularmente depois de uma tentativa de golpe de Estado em julho deste ano.”

> > The Guardain Turkey threatens to end refugee deal in row over EU accession

"Se a Europa for longe demais, permitiremos que os refugiados passem dos portões da fronteira", disse Recep Tayyip Erdo?an em um discurso em uma conferência sobre direitos da mulher, nesta sexta-feira. "Não se esqueçam, o Ocidente precisa da Turquia."

De acordo com o Guardian as declarações de Erdo?an foram a advertência mais direta de que a Turquia poderia abandonar o acordo. O voto simbólico no Parlamento Europeu ontem pode colocar fim nas negociações de adesão, que já duram uma década.

A UE e a Turquia negociaram um acordo para interromper o afluxo de refugiados em março deste ano em troca de ajuda econômica e uma promessa de conceder viagens sem visto aos cidadãos turcos dentro da zona de Schengen. Esta última cláusula não foi cumprida.

Mas as relações entraram em colapso depois de uma tentativa fracassada de golpe em julho. Autoridades turcas dizem que a Europa não conseguiu demonstrar apoio suficiente após o golpe de Estado e se irritaram com as críticas repetidas a uma depuração de dezenas de milhares de funcionários públicos, oficiais do exército e policiais, todos acusados de ligações com Fethullah Gülen, pregador cujo movimento é amplamente creditado como organizador do golpe.