Hillary e Trump seguem caminhos diferentes um dia antes da eleição

A candidata democrata Hillary Clinton aproveita a véspera da eleição presidencial norte-americana para visitar Michigan, Estado com muitos eleitores da classe trabalhadora, onde ela perdeu nas primárias para o senador Bernie Sanders. O presidente Obama também deve visitar o local, fazendo uma parada na cidade de Ann Arbor para ampliar o apoio da base democrata. 

Hillary e Obama também participam de um evento na Filadélfia, cidade mais populosa da Pensilvânia, que deve contar com a presença de Bruce Springsteen, Jon Bon Jovi, Michelle Obama, Bill Clinton e Chelsea Clinton.

Já Donald Trump visita quatro estados, Flórida, Carolina do Norte, Pensilvânia e Nova Hampshire. As informações são do New York Times

A Flórida, selecionada por Trump para uma visita de véspera, é considerada Estado decisivo nas eleições norte-americanas. Escolhe entre republicanos ou democratas de acordo com o momento. O local responde a 29 votos no Colégio Eleitoral, pouco mais de 10% dos 270 necessários para eleger o novo presidente dos Estados Unidos.

A decisão do FBI de não indiciar Hillary Clinton não alterou o discurso de Trump. Neste domingo (6), depois que a agência anunciou a deliberação, o republicano comentou que a democrata deve enfrentar um julgamento criminal em breve. Antes, quando o FBI anunciou a reabertura de investigações sobre novos e-mails da secretária de Estado, classificou o caso como tão grande quanto o de Watergate.

>> Entre o imprevisível e o calculável: EUA decidem entre Trump e Hillary

>> Eleições nos Estados Unidos ocorrem por meio de delegados; entenda

>> Extremistas que apoiam Trump sentem que já são vencedores

>> Abstenção preocupa na véspera de eleições nos EUA

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais