Assad assume possibilidade de dialogar com grupos armados na Síria

O diálogo com os grupos armados na Síria é possível e vai acontecer se isso ajudar a deter o derramamento de sangue no país, afirmou o presidente sírio Bashar Assad, citado pela agência nacional de notícias SANA.

"Respondendo à pergunta sobre a possibilidade de um diálogo com os grupos armados que renunciem às armas, a resposta é sim. Isso é o que já estamos fazendo: a qualquer pessoa que tenha decidido abandonar suas armas, damos uma anistia completa (…) no interesse do povo de acabar com o derramamento de sangue", disse o líder sírio.

Na mesma entrevista, Assad ressaltou que o futuro da Síria vai mudar o mapa político do mundo. Em sua opinião, "o triunfo da Síria vai levar à disseminação das ideias de desenvolvimento independente [no mundo], o que mais assusta o Ocidente".

Ele firmou ainda que "a erradicação do terrorismo na Síria vai afetar todos os povos do mundo".