Líder do Estado Islâmico é envenenado no Iraque

O líder de jihadistas sofreu uma tentativa de envenenamento, informou a mídia iraquiana.

Abu Bakr al-Baghdadi, juntamente com três dos seus comandantes, foi envenenado na província iraquiana de Nínive. A informação foi divulgada pela mídia local, que citou uma fonte anônima. 

"Apareceram três relatos dos serviços secretos de que o líder do Daesh Abu Bakr al-Baghdadi e três comandantes teriam consumido comida envenenada", divulgou a Agência de Notícias nacional do Iraque. 

A fonte destacou também que os militantes "estão sofrendo de envenenamento sério" e que foram levados sob supervisão rigorosa para uma localização desconhecida. 

Segundo a mesma fonte, o incidente teve lugar no sudoeste de Mossul, perto da fronteira síria. Alegadamente, o Daesh lançou depois disso uma campanha de detenções na zona visando achar os responsáveis pelo envenenamento.

Só o círculo muito próximo sabe da localização do líder do Daesh. Este viaja todo o tempo pelos territórios do Iraque e Síria para evitar ataques aéreos.

O Daesh, grupo proibido na Rússia e admitido como terrorista no Brasil, continua devastando o Iraque e a Síria desde 2014. O grupo terrorista declarou a cidade iraquiana de Mossul com a capital do seu assim chamado califado.