Papa visita mesquita em Baku e pede paz no Cáucaso

Francisco disse que o ódio "profana" o nome de Deus

No último dia de sua viagem pelo Cáucaso, o papa Francisco visitou neste domingo (2) uma mesquita em Baku, capital do Azerbaijão, e fez um novo apelo pela paz em uma região marcada por décadas de conflitos.

"Na noite dos confrontos que estamos atravessando, que as religiões sejam um amanhecer de paz, sementes de renascimento entre a devastação e a morte", declarou o líder da Igreja Católica. "Especialmente nesta amada região do Cáucaso, que tanto quis visitar e onde cheguei como peregrino de paz, que as religiões sejam veículos ativos para a superação das tragédias", acrescentou.

Apesar de um cessar-fogo vigente, o Azerbaijão briga com a vizinha Armênia pelo enclave de Nagorno-Karabakh desde os anos 1990. "Dirijo a todos o convite a não deixar nada por tentar para alcançar uma solução satisfatória", afirmou Francisco, sem citar nominalmente o conflito.

Na mesquita, o Papa ainda disse que o ódio em nome de Deus "profana seu santo nome".