Maduro é perseguido por multidão furiosa na Venezuela

Habitantes da ilha Margarita estão descontentes com crise

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, foi perseguido por uma multidão indignada, que o xingava e criticava por conta da atual crise econômica que assola o país, durante uma visita à turística ilha de Margarita.    

Vídeos que vem sendo publicado na Internet nos últimos dias mostram o líder correndo de uma multidão enquanto pessoas batem panela e gritam palavrões.   

Militantes chavistas, no entanto, estão colocando em dúvida a veracidade das imagens, uma vez que a versão oficial da visita não fala em protestos da população local. Maduro viajou à ilha para inaugurar um complexo de habitações sociais.    

Eleito em 2013, Nicolás Maduro é acusado pela oposição de má administração. Atualmente, o país passa por uma séria crise política e econômica. A Venezuela sofre com uma inflação galopante (a maior da América Latina), acompanhada de uma crise produtiva, problemas de distribuição de produtos de primeira necessidade, mercado afetado por medidas de restrição e regulamentação. A ilha de Margarita, em especial, sofre ainda com a falta de água, além de alimentos.