Homem tenta invadir embaixada do Equador, onde Assange está exilado

Fundador do Wikileaks está exilado há 4 anos em Londres

 Um homem tentou invadir a embaixada do Equador em Londres nesta segunda-feira (22), local onde o fundador do Wikileaks, Julian Assange, está exilado há cerca de quatro anos.    

A informação foi divulgada por um breve comunicado do Wikileaks, que divulgou ainda que o homem conseguiu fugir após ter sido visto por seguranças da sede diplomática. De acordo ainda com o grupo, a tentativa de invasão ocorreu por volta das 2h47 (22h47 no horário de Brasília).    

Assange mora na embaixada do Equador desde 2012 e chegou a receber apoio até mesmo da Organização das Nações Unidas (ONU), em fevereiro, que pediu uma indenização ao australiano.    

O ativista, que ajudou a revelar milhares de documentos sigilosos do governo dos EUA em 2009, não pode sair da sede diplomática por ser alvo de uma acusação de abuso sexual de duas mulheres, ocorrida em 2010. Se sair, ele será preso pelo ato e poderá ser extraditado para os EUA.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais