Obama: "relação com Cuba busca encerrar 50 anos de políticas equivocadas"

A nova estratégia americana em Cuba ajudou a melhorar não apenas as relações com a ilha, mas também com outros países da América Latina e do Caribe, garantiu o presidente americano, Barack Obama, em entrevista ao jornal El País.

O líder dos EUA afirmou que o restabelecimento das relações diplomáticas com Cuba teve um efeito transformados na ilha, que se vê refletido na economia, no turismo, na educação e na cultura.

“Nossa decisão de encerrar meio século de políticas equivocadas doa EUA, restabelecer as relações diplomáticas com Cuba e iniciar uma nova era de diálogo com o povo cubano teve já um efeito transformador. Cuba não vai mudar da noite para o dia, mas como vi durante minha visita a Havana, os cubanos têm novas esperanças para o futuro, e estamos decididos a colaborar com eles para criar mais oportunidades e mais prosperidade em toda a ilha”, disse Obama.

Entre os resultados mais importantes das novas relações entre os dois países, Obama destaca a luta nas águas do Caribe contra o narcotráfico, assim como o trabalho conjunto contra a propagação de doenças e os diálogos de paz entre o governo da Colômbia e as FARC, nos quais tanto Cuba quanto EUA têm papel importante.

Obama chegou à Espanha no último sábado e voltará a Washington na noite deste domingo, um dia antes do previsto, por causa dos recentes ataques em Dallas.