Homens-bomba do Estado Islâmico matam dois próximo a Bagdá

Um terceiro agressor foi morto próximo a delegacia

Dois ataques de homens-bomba em uma cidade próxima de Bagdá foram assumidos pelo Estado Islâmico. O atentado matou dois policiais e feriu outras oito pessoas nesta quinta-feira. O acontecido desta quinta-feira 912) se deu um dia após bombas da facção sunita radical terem deixado pelo menos 80 mortos na capital iraquiana.

O saldo de mortes dos três ataques suicidas em um mercado movimentado e dois postos de segurança fez da quarta-feira (11) o dia mais violento em Bagdá neste ano até o momento.

O Comando de Operações de Bagdá, um dos aparatos de segurança encarregados de proteger a capital, informou em um comunicado que um terceiro agressor foi morto enquanto abordava a delegacia.

A violência contra forças de segurança e civis xiitas é frequente no país, apesar de as forças iraquianas apoiadas pelos Estados Unidos terem expulso o Estado Islâmico de partes do oeste e do norte ocupadas pelo grupo em 2014.