Eleições nos EUA: Sanders respira e vence primárias em Virgínia Ocidental

Pré-candidato democrata pediu 'união' para derrotar Donald Trump

O pré-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Bernie Sanders, venceu a disputa contra Hillary Clinton nas primárias da Virgínia Ocidental, nesta terça-feira (10). Com quase 97% das urnas apuradas, o senador de Vermont tem 51,4% dos votos contra 36% de Clinton. Porém, como a votação democrata é proporcional e dá pesos diferentes aos votos das grandes cidades, ambos conquistaram 17 delegados.    

"Lutarei até o fim por cada voto", disse Sanders durante o comício que celebrou a vitória. O senador está distante de derrotar a ex-secretária de Estado na disputa. Até o momento, Hillary tem 2.239 delegados - falta apenas 144 representantes para atingir o "número mágico" para a indicação - e Sanders tem 1.469.    

Sanders pediu a "união" do partido democrata durante a Convenção que definirá quem vai concorrer. "Eu tenho uma mensagem para os delegados na Filadélfia. Se com Hillary Clinton nós temos muitas diferenças, sobre uma coisa nós estamos de acordo: precisamos derrotar Donald Trump. Trump não se tornará presidente porque o povo norte-americano sabe que a nossa força está na diversidade", completou o senador.    

O magnata é o único candidato do partido opositor na disputa e, obviamente, venceu as primárias realizadas ontem na Virgínia Ocidental e também em Nebraska - onde ocorreu apenas o pleito republicano. Ao todo, ele contabilizou mais 67 delegados nos dois estados. Atualmente, Trump tem 1.135 delegados e precisa de mais 102 para atingir o número mínimo para a indicação republicana.    

Porém, mesmo atingido o "número mágico", pode acontecer do bilionário não contar com o apoio do partido. Isso porque a postura de Trump causa muitas críticas entre os próprios republicanos e diversos expoentes da sigla - como George Bush, George W. Bush e Mitt Romney - já anunciaram que não apoiarão o candidato.    

As primárias e caucus seguem até o dia 14 de junho e há ainda 1.057 delegados disponíveis do lado democrata e 438 do lado republicano. 

* Da Agência Ansa