'The Guardian: Brexit pode desencadear uma guerra? 

O jornal britânico publicou nesta segunda-feira (9) um artigo onde critica ferozmente David Cameron, primeira ministro da Inglaterra. 

O texto do The Guardian começa afirmando que a história de David Cameron é lixo. Quaisquer que sejam as virtudes de permanecer na UE, e sua ideia de que "sempre que virar as costas à Europa, mais cedo ou mais tarde, se arrependerá" é um disparate. Quanto ao Brexit "elevar o risco de guerra", é um absurdo.

Segundo a reportagem, a melhor coisa que aconteceu para a Inglaterra medieval foi sua derrota na Guerra dos Cem Anos e o fim das ambições inglesas no continente europeu A melhor coisa a aconteceu no século 16 foi a rejeição do papado de Henry VIII. A política mais sábia da Inglaterra, Elizabeth I, implantou um isolacionismo tão rígido, que rejeitava um pretendente continental após o outro. Grã-Bretanha lutou contra todas as tentativas da França e da Espanha para restaurar o catolicismo europeu, e aceitou um holandês e um monarca alemão estritamente com base na soberania parlamentar britânico.

The Guardian questiona: Quando Cameron cita recentes guerras no Oriente Médio, o que eles têm a ver com a adesão à UE da Grã-Bretanha? O antecessor de Cameron foi Robert Walpole, autor de Paz do Walpole. Seu isolamento meticuloso dos conflitos da Europa elevou a Grã-Bretanha a sua era de ouro, iluminação e revolução industrial. Em 1734, Walpole pode orgulhosamente dizer a rainha: "Senhora, existem 50.000 homens mortos este ano na Europa, e nenhum é inglês."

Para ler na íntegra, clique aqui:

>>> The Guardian