Turim mudará nome de estádio para homenagear 'Grande Torino'

Equipe histórica do clube granata foi dizimada em acidente aéreo

A Prefeitura de Turim, no norte da Itália, autorizou nesta terça-feira (12) a mudança do nome do estádio Olímpico da cidade para "Grande Torino", homenageando a equipe do Torino que fez história nos anos 1940 e foi dizimada por um desastre aéreo. 

A proposta é fruto de uma petição com mais de 11 mil assinaturas e de uma carta enviada à administração local pelo presidente da equipe granata, Urbano Cairo. Ela ainda precisa ser aprovada pela Câmara Municipal, o que deve acontecer até o próximo dia 4 de maio, aniversário de 67 anos da Tragédia de Superga, o acidente que marcou para sempre a trajetória do Toro. 

Em 4 de maio de 1949, o avião que levava todos os jogadores do clube se chocou contra a Basílica de Superga, em Turim, matando as 31 pessoas a bordo. Aquele "Grande Torino" conquistara cinco títulos italianos na década de 1940 (1943, 46, 47, 48 e 49) e servira de base para a seleção da Itália. Muito em função do desastre, a Azzurra sequer passou da primeira fase na Copa do Mundo de 1950, no Brasil. 

Depois de Superga, o Toro nunca mais foi o mesmo, e hoje luta por posições no máximo intermediárias da Série A. Em 2015, o "Grande Torino" foi homenageado pelo Corinthians, que lançou uma camisa grená para lembrar a partida de 1949 em que usara o uniforme do time de Turim por conta do acidente aéreo. Quatro anos antes, o Timão já havia lembrado a tragédia, em uma terceira camisa de jogo que tinha a mesma cor. 

Até 1990 dividido entre Juventus e Torino, o estádio Olímpico é usado atualmente apenas pela segunda equipe da cidade, já que a Velha Senhora construiu sua própria arena.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais