Incêndio em templo indiano deixa mais de 100 mortos e 280 feridos

Indianos celebravam o festival Vishu na província de Kerela, ao sul do país

O incêndio ocorrido neste domingo (10) em um templo indiano, provocado por fogos de artifício, deixou pelo menos 110 mortos e 384 feridos, segundo balanço oficial.

Milhares de indianos juntaram-se na madrugada em um templo hindu de Puttingal Deva, na província de Kerala, no Sul da Índia, para celebrar o festival Vishu, quando o local de lançamento de fogos foi alvo de explosão.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, considerou a tragédia um "choque muito maior do que as palavras".

Moradores da área contaram ter ouvido uma grande explosão que estilhaçou as janelas das casas, a cerca de 100 metros de distância. Eles saíram depois à procura de sobreviventes entre os escombros.

"Esta manhã, quando chegamos, havia corpos e partes de corpos por todo lado. Nos telhados consegui ver mãos e braços", disse Anita Prakash, uma moradora, à cadeia de televisão CNN-IBN, acrescentando que já tinha manifestado preocupação com espetáculos anteriores de fogos de artifício.

Uma equipe de médicos e paramédicos seguiu de Nova Deli para ajudar nas operações de assistência. A Marinha e a Força Aérea indianas enviam médicos e meios de transporte, sobretudo helicópteros, para transportar os feridos às unidades hospitalares de outras regiões.

Os bombeiros e a polícia combateram as chamas durante toda a madrugada e a manhã e tentaram resgatar pessoas no meio do incêndio.

Em imagens de vídeo amadores é possível ver e ouvir uma série de fortes explosões. Moradores foram fotografados levando nos braços pessoas feridas. Outros relatam que há corpos queimados irreconhecíveis.

"O Papa oferece as condolências às famílias das vítimas e das pessoas feridas, rezando por todos aqueles que se envolveram nessa tragédia e pelas operações de socorro em curso", diz um comunicado divulgado pelo Vaticano.

O primeiro-ministro Narendra Modi, que viajou ao local do desastre, prometeu destinar 200 mil rúpias (R$ 12 mil) para todas as famílias que perderam alguma pessoa no incêndio e 50 mil (R$ 3 mil) para os feridos.

Com ANSA e Agência Brasil

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais