'Clarín': Os filhos do poder envolvidos em escândalos de corrupção

Matéria publicada neste domingo (10) no Clarín conta que Máximo Kirchner, Martín Báez, Julieta Jaime, Sebastián Gadín e o próprio presidente Mauricio Macri estão na mira da justiça por envolvimento nos negócios dos país. 

“Perguntem para o meu pai”. 

O jornal fala que Essa foi a reação, primária, quase de criança, daquele que talvez tivesse que mostrar mais maturidade do que qualquer outro argentino atualmente: o presidente da Nação. 

Segundo a reportagem, Mauricio Macri respondeu assim, entre espontâneo e bravo, quando os amigos o consultaram sobre a sociedade offshore que “apareceu” alguns dias atrás nos “Panama Papers”. 

Clarín destaca que não foi a primeira vez que o primogênito da família Macri reclamou dos legados indesejados do pai. Os dois maiores escândalos políticos que Mauricio Macri teve que enfrentar em sua carreira política, um deles (o dos grampos telefônicos) com derivações judiciais, tiveram origem em Franco Macri, seu pai. Apesar do otimismo exagerado do governo em encarar o novo caso, não é tão claro que o assunto seja inócuo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais