Maduro decreta feriado nas sextas para economizar energia

Venezuela passa por severa crise de recursos hídricos

O governo de Caracas anunciou mais uma medida polêmica para lidar com a falta de energia no país. O presidente Nicolás Maduro declarou as sextas-feiras dos próximos dois meses como feriados na tentativa de poupar eletricidade.    

A medida, parte de um plano especial para lidar com a seca no país, terá início nesta sexta-feira (8), e vai até 6 de junho, informou Maduro em rede nacional. O líder chavista ainda pediu ajuda da população e disse que o país passa por uma "situação extrema".    

Junto a outras medidas, o presidente espera reduzir em cerca de 20% o consumo de energia no país. Quase 70% da energia elétrica do país provêm de hidrelétricas, que estão operando com um nível mínimo de água diante de uma severa seca.    

Os apagões já são comuns na Venezuela, mas a seca causada pelo El Niño nas últimas semanas está afetando ainda mais o país. Além disso, como os venezuelanos pagam muito pouco pela energia, que tem seu preço subsidiado, não existe um grande incentivo para economizar entre a população.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais