Extrema-direita avança em eleições estaduais na Alemanha

Resultado é considerado muito ruim para chanceler Angela Merkel

Os primeiros resultados das eleições em três estados da Alemanha deste domingo (13) mostraram que os partidos de extrema-direita e contra a União Europeia aumentaram consideravelmente sua força dentro do país.    

As vitórias nas regiões ocorreram dentro do esperado, com a Aliança90/Os Verdes vencendo em Baden-Württemberg (31%), o Partido Social-Democrata (SPD) ganhando na Renânia (37,5%) e a União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler Angela Merkel, levando o governo da Alta Saxônia (30,2%). A CDU conseguiu ficar em segundo lugar nos outros dois estados.    

Segundo os primeiros dados, o partido de direita Alternativa para a Alemanha (AFD) - que é eurocético e contra a política de imigração alemã - conquistou 14,1% em Baden-Württemberg, 10,2% na Renânia e 21,8% na Alta Saxônia. Ou seja, terá forte representação parlamentar nos três estados, algo inédito em sua história.    

O resultado é considerado muito ruim para Merkel. Segundo analistas, a líder do governo alemão terá que lidar, cada vez mais, com o descontentamento sobre sua política de "portas abertas" aos imigrantes, considerado um "ato arriscado"

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais