Em nova tragédia, corpos são encontrados no litoral da Itália

Vítimas estavam em barco com imigrantes com direção à Sicília

Um helicóptero da Guarda Costeira da Itália localizou dois cadáveres próximo ao litoral de Agrigento, na Sicília, nesta sexta-feira (19) em mais uma tragédia na crise imigratória que atinge a Europa.    

As equipes de buscas conseguiram retirar um dos corpos do mar, mas o outro ainda não foi localizado. Com base no testemunho de sobreviventes, o temor das autoridades é de que haja mais de uma dezena de desaparecidos no incidente.    

Cerca de 30 pessoas conseguiram chegar à praia de Torre Salsa com a ajuda de um jet ski da Guarda Costeira e eles relataram que ao menos 10 pessoas caíram no mar na hora em que os socorristas foram avistados.    

Segundo a entidade, todos os resgatados aparentam ser muito jovens e há duas crianças entre eles. Eles teriam partido da costa líbia e seriam todos originários de países do norte da África.    

Há menos de um ano, em maio do ano passado, a região do sul da Sicília foi palco da maior tragédia já registrada no Mar Mediterrâneo, quando houve a morte de mais de 900 pessoas em um série de naufrágios.    

Assim como a Grécia, a Itália é uma das principais portas de entrada dos imigrantes ilegais que tentam buscar uma nova vida na Europa. No ano passado, o país recebeu 152,7 mil dos mais de um milhão de imigrantes que fizeram a perigosa travessia no Mar Mediterrâneo.    

Até esta sexta-feira, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), mais de sete mil pessoas já chegaram à Itália pelas rotas marítimas, sendo que - sem contar os números de hoje - 90 pessoas morreram ou desapareceram na travessia.