'El País': Oposição da Venezuela aceita diálogo com Maduro sob algumas condições

Presidente pediu unidade nacional para enfrentar a emergência econômica

Matéria publicada neste sábado (16) no El País, conta que a possibilidade de um diálogo muito condicionado entre Governo e oposição foi o resultado do pronunciamento, na sexta-feira (14), do presidente venezuelano Nicolás Maduro no plenário da Assembleia Nacional. 

Em seu primeiro discurso frente à nova maioria opositora, o sucessor de Hugo Chávez pediu unidade nacional para enfrentar a emergência econômica que o mandatário tinha oficializado por decreto poucas horas antes do discurso. O presidente da Assembleia, Henry Ramos Allup, pendurou as luvas.

Segundo a reportagem, em uma réplica imediata ao discurso de Maduro, o social-democrata Henry Ramos Allup mostrou-se – em nome da oposição – aberto ao intercâmbio com o Executivo “desde que seja com resultados” e esteja precedido por retificações, enfatizou, ao recordar o processo de diálogo iniciado em abril de 2014 sob os auspícios da Santa Sé e da Unasul e que terminou em um frustrante beco sem saída. “

Quando você procurar diálogo aqui, encontrará diálogo”, ofereceu Ramos Allup.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais